TESTES DE COVID-19 NOS OCS

239

As autoridades sanitárias nacionais iniciam esta segunda-feira, 13, um processo de testagem de Covid’19 em massa em todas as instituições afectas ao Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, segundo informou ao Correio Angolense fonte da Comissão Interministerial que administra a pandemia em Angola.    

De acordo com a fonte, o processo vai iniciar nos órgãos de comunicação social (OCS) públicos, devendo caber a primazia à Rádio Nacional de Angola e à Televisão Pública de Angola, seguindo-se a ANGOP, Edições Novembro e Correios de Angola.

A fonte não precisou quantas pessoas serão testadas, mas estima-se que o número total pode ascender a  cinco mil. “Não sabemos ao certo quantos indivíduos serão testados, mas prevemos passar das cinco mil pessoas. Por isso, não sabemos até quando se estende o período de testagem, sendo provável que termine quarta-feira próxima, 15”, explicou.

A testagem, segundo assegurou a fonte, não tem nada a  ver com eventuais casos de infecção pelo cotronavírus nos OCS ou outras instituições do ministério. “Não recebemos nenhuma denúncia de que haja alguém infectado nas instituições que serão alvo de testagem. Trata-se apenas de um processo preventivo, tal como aconteceu nos últimos dias em vários mercados informais da cidade capital do país”, esclareceu. 

Tal como sucedeu com a indicação dos mercados informais na última semana, a escolha dos OCS públicos e demais instituições ligadas ao Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social foi aleatoriamente feita pela Comissão Interministerial de Resposta à Covid’19. 

Até ontem, sábado, 11, Angola contava 483 casos positivos, sendo 118 recuperados, 340 activos e 25 óbitos, num universo de 37.213 pessoas testadas. A taxa percentual de mortalidade é 5,17%. Dados da OMS indicavam que há uma semana China e Portugal, países que mantêm uma relação próxima com Angola, registaram respectivamente 5% e 3,67%.