Angolano comanda Força Africana em Estado de Alerta

4340

O general angolano António Lamas Benedito Xavier foi nomeado chefe do Estado Maior interino da Força Africana em Estado de Alerta (FAEA), começando a exercer as suas funções a partir desta sexta-feira, 1 de julho.

A informação foi avançada pelos serviços de imprensa da embaixada de Angola na Etiópia, através de uma nota enviada à comunicação social. De acordo com o documento, “anomeação do novo Chefe do Estado Maior da FAEA está alinhada com a declaração final da Cimeira Extraordinária sobre Terrorismo e Mudanças Inconstitucionais de Governo em África, realizada em 28 de Maio último, em Malabo, Guiné Equatorial”

O encontro determinou a operacionalização da referida Força “sem mais adiamentos” e o reforço da “coordenação com as Comunidades Económicas Regionais/Mecanismos Regionais sobre a sua utilização”. Uma das principais tarefas das FAEA, segundo a declaração final da Cimeira de Malabo, é a criação de uma Unidade de Combate ao Terrorismo. A FAEA é um corpo militar da União Africana para prevenir e acudir situações de guerra.

Ostentando a patente de tenente-general, António Lamas, estava desde Fevereiro do corrente ano destacado conselheiro militar do Comissário para os Assuntos Políticos, de Paz e Segurança da União Africana, Bankole Adeoye. António Lamas Benedito Xavier foi comandante de brigada, chefe-adjunto da Direcção de Operações da Força Aérea Nacional de Angola, onde também exerceu a função de chefe da Direcção de Defesa Anti-Aérea.Também foi comandante do contingente angolanono Exercício Aéreo Humanitário da SADC, designado Blue Cluster, em Limpopo, África do Sul.