FMUAN entre ironias
    e paradoxos

    180

    Nas palavras da Professora Laurinda Hoygaard, enquanto Reitora da UAN, a Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto (FMUAN) era considerada, na vigência do seu consulado, como sendo “o cartão de visita” de todo ensino superior em Angola.

    Ela, que enquanto economista exercia a docência na Faculdade de Economia da mesma Universidade, não teve qualquer pejo em fazer tais considerações, mesmo estando consciente da possibilidade de ”ferir” certas sensibilidades.

    Com o passar do tempo, mudaram-se as coisas e as pessoas, mas a instituição permaneceu como manda a lógica da vida!

    Não tenho a certeza de ser, entretanto, a mesma lógica da vida que determinou o percurso irônico e paradoxal da minha escola de Medicina, consubstanciado, em pelo menos, três factos à vista de todos, interessados e não interessados: o Ministério do Ensino Superior é tutelado por uma Professora Catedrática, que é Médica; o actual Magnífico Reitor da UAN é, igualmente, Médico e Professor Catedrático; a Decana da agora desprestigiada Faculdade é ela mesma, também, Médica e Professora Catedrática!

    E, já agora, dadas as óbvias afinidades, pode acrescentar-se que o Ministério da Saúde tem também à sua cabeça, a figura de uma Professora Catedrática que é também Médica!!!

    Outro denominador comum de todos os quadros acima mencionados reside, também, no significativo facto de terem feito a sua graduação em Medicina na FMUAN!!!

    Resulta, destes factos todos, a pungente comoção daquele estudo publicado sob os auspícios do Ministério do Ensino Superior porquanto põe a descoberto, com ironia, os paradoxos que vamos vivendo em todos os sectores da nossa vida nacional.

    Naquilo que me diz respeito, a responsabilidade cabe a um indivíduo singular que, entretanto, tem a particularidade de ser, ao mesmo tempo, UMA PESSOA COLECTIVA.

    * Professor auxiliar da UAN reformado a seu pedido. Licenciado em Medicina pela FMUAN, tem uma post-graduação em Histologia e Embriologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lausanne. Continuo a exercer docência na Faculdade de Ciências da Saúde da UNIPIAGET. Texto publicado na página do Facebook do autor.