Apesar de ter extintas as medidas de coação que impediam José Filomeno dos Santos de se ausentar do país, a 2. Sessão da Câmara Criminal do Tribunal Supremo ainda não deu nota dessa decisão ao Serviço de Migração (SME).

Não temos conhecimento oficial do levantamento das restrições, pelo que se o senhor José Filomeno dos Santos se apresentasse em qualquer dos nossos postos fronteiriços não permitiríamos que viajasse”, disse ao Correio Angolense fonte o SME.

Nas redes sociais multiplicam-se os boatos segundo os quais o filho de José Eduardo dos Santos teria se ausentado do país logo depois que o Supremo levantou as medidas restritivas.

Por nós ele não passou”, garantiu a fonte do Correio Angolense.

Zenu dos Santos responderá em juízo  por suposta prática de crimes de associação criminosa, fabrico e falsificação de títulos de crédito, tráfico de influência e branqueamento de capitais.