O Petro-Atlético de Luanda assinalou os seus 40 anos de existência com o lançamento virtual esta sexta-feira, 15, de um livro que retrata o seu percurso, desde a fundação a 14 de janeiro de 1980 até aos dias de hoje. Intitulada Petro – Trajectória de Um Gigante (1980-2020), a obra de 313 páginas foi escrita pelo jornalista Silva Candembo, editor do Correio Angolense. 

O lançamento inicialmente aprazado para 19 de Abril último foi adiado devido a pandemia da Covid-19. A primeira data escolhida visava homenagear os atletas da equipa de futebol que disputaram a primeira partida com a camisola “tricolor”. Então, a formação da Estada de Catete venceu no estádio dos Kurikutelas ao Petro do Huambo por 1-0.

A segunda data escolhida pela direcção “petrolífera”, 15 de Maio, esta para o lançamento virtual, assinala o golo mais rápido da história do Petro-Atlético de Luanda no “Girabola”. Aconteceu no campeonato de 1988 e foi apontado por Saavedra na goleada de 6-0 sobre o 1.º de Agosto.

O livro possui cinco capítulos, os quais correspondem a quatro décadas de existência do clube, assim como a natureza da sua génese. Factos, datas, números e nomes espalham-se por 54 sub-capítulos, numa fascinante viagem ao passado durante a qual o autor conta com detalhe os maiores feitos do emblema do “Catetão”.

Cognominada “Bíblia Tricolor” pelo clube na peça de lançamento virtual publicada nas redes sociais, a obra “constitui também um importante contributo para a história do desporto angolano, uma vez que o Petro-Atlético de Luanda é dos seus principais actores”, conforme disse Silva Candembo ao nosso site.Esta é a segunda obra do jornalista do Correio Angolense. A primeira, lançada em 2007, intitula-se Breve História de Angola nos Afrobaskets (1980-2005). Coincidentemente, o volume ora lançado é o segundo sobre a história do “tricolor”. Atlético Petróleos de Luanda – Uma História Desportiva, da autoria de Albano da Silva Cardoso é o primeiro livro sobre a vida do clube, publicado em 2003.